Pular para o conteúdo
  • Construção Civil
  • Construção Civil investe na qualificação da mão de obra

    Construção Civil investe na qualificação da mão de obra
    Um dos principais desafios enfrentados pelo setor da construção civil é a qualificação de sua mão de obra, diante das cada vez maiores exigências técnicas da área e de seus consumidores. Em sua última pesquisa sobre o tema, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção, CB IC, apontou que a dificuldade na contratação de pessoal qualificado ocorre em 82% das empresas. O setor é um dos maiores geradores de empregos do Brasil, mas, no entanto, ele carece do fomento de capacitações e acesso a cursos para qualificar o grande número de trabalhadores que contempla. Além disso, melhorar a produtividade  significa a utilização inteligente dos recursos disponíveis nos canteiros de obras. Para que isso ocorra, o investimento em treinamentos e capacitação de seus colaboradores é imprescindível. Outro desafio está em inserir processos que elevem a produtividade no trabalho. O caminho para esse feito está em investir em novas tecnologias que tornem a execução de cada tarefa da obra mais rápida e de qualidade. Do mesmo modo, os novos métodos e equipamentos utilizados nos canteiros de obra devem prover segurança para os trabalhadores. Ter um controle de entrega de Equipamentos de Proteção Individual, EPIs, é fundamental nesse contexto. Também é possível aumentar a produtividade dos seus empreendimentos, gastando menos tempo, elevando a qualidade dos projetos e reduzindo custos de mão de obra, assegurando aos trabalhadores a utilização de  softwares  e ferramentas de ponta para a área. Finalmente, um dos maiores desafios é aumentar a inserção nas construtoras. Um relatório do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, Confea,  sobre a distribuição de profissionais por gênero identificou que, entre as 1.112.381 pessoas ativas cadastrados, somente 221.629 são mulheres, representando apenas 19.92% do total. Esse cenário, entretanto, aos poucos vem sendo transformado: acordo com o painel da Relação Anual de Informações Sociais , RAIS. Do Ministério do Trabalho e Emprego,  baseado no ano de 2021, os cargos com carteira assinada ocupados pelo sexo feminino aumentaram em 6,88%. Outros dados desse relatório mostram que a participação de mulheres na construção civil em 2021 foi de 44,2%. Essa participação abrange diversos setores, desde escritórios de engenharia até o canteiro de obras. Fonte: Mobus/Liveprint  

    Conteúdos relacionados