Pular para o conteúdo
  • Mercado Imobiliário
  • Minha Casa Minha Vida deve bater recorde em 2024

    Minha Casa Minha Vida deve bater recorde em 2024
    O crédito imobiliário deve bater novo recorde neste ano, após superar as expectativas do setor em 2023. O que leva os analistas a prever essa possibilidade é o fato de que o orçamento deste ano do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, FGTS, é de R$ 106 milhões, que, se totalmente aplicado, vai representar um aumento de 8% em relação a 2023.   No ano passado, a volta do programa do governo federal impulsionou as concessões, compensando o segundo maior encolhimento das cadernetas de poupança na série histórica. Ao todo, o FGTS respondeu por 39% do crédito imobiliário concedido no País, a maior participação desde 2019, ano anterior à pandemia da covid-19.   A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, ABECIP, estima que, somados os recursos do FGTS e os da poupança, serão concedidos R$ 259 bilhões neste ano, com um crescimento de 3% em relação ao ano passado.   Este total faria de 2024 o melhor período da série histórica do setor, acima inclusive de 2021, em que a combinação entre juros baixos e um alto volume de lançamentos no mercado produziu um recorde de R$ 255 bilhões em concessões.   Fonte: Exame/Liveprint

    Conteúdos relacionados